sexta-feira, 30 de maio de 2008

La Sconosciuta *****



Eis o video promocional do filme " A Desconhecida":




Gostei imenso. Fiquei colada à cadeira com o coração sempre apertado. É duro mas infelizmente pode ser real. É do realizador do filme "Cinema Paraíso" e foi nomeado como "Melhor Filme Estrangeiro" para os Oscars 2008... Recomendo vivamente, num cinema perto de si.


terça-feira, 27 de maio de 2008

"Maria Lisboa" pelas divas Amália e Mariza...


Nota-se a diferença... agrada-me a diferença... matam-se saudades mas no fundo, a alma é a mesma, não é?


E os Santos estão aí... viva a cidade das sete idades, colinas e feitios, viva a imperial e a sardinha assada na rua, os fados e os bailaricos em Alfama e na Bica! Viva o Santo António! Espero que este ano o Euro dê o ar da sua graça e ilumine os nossos santos em vez de espalhar a tristeza e ódio secreto contra os gregos... ehehe

quinta-feira, 22 de maio de 2008

FTL 2008 começou ontem na Voz do Operário, em Lisboa

Ontem este video passou vezes sem fim, na tela gigante do salão da Voz do Operário do FTL 2008 e por isso, fui muitas vezes surpreendida por mim própria enquanto dançava, enquanto conversava entre amigos e tangueiros, enquanto me fundia, de olhos fechados, nos passos da magia do tango...


Descobri os meus amigos Dal e Hugo e professora Miriam na milonga dos Claustros do ano passado, enquanto procurava os videos dos bailarinos convidados deste ano no FTL... e olha, que guapos!

Julio Balmaceda e Corina de la Rosa,
vi-os dançar um tango ontem na apresentação dos bailarinos do Festival.... dançam nas horas.


Pablo Villarrraza e Dana Frigoli, que também foram meus professores no FTL do ano passado.

Adrian Veredice e Alejandra Hobert, foram os nossos eleitos da noite!

Diego Rimmer (El Pajaro) e Belén Giachello, um par fabuloso.

E os professores já alfacinhas, Juan Capriotti e Graciana Romeo

Um cartaz quase irresistível... espero que seja tão feliz como o do ano passado... É engraçado, passou um ano e noto bem a diferença... este ano conheço já o mundo do tango em Lisboa, muitas pessoas, tangueiros e ajudantes da organização, sei dançar sem medo, dancei quase sem parar na milonga e sinto-me parte, e não espectadora, do mundo do Festival, apesar de não poder mais regressar como previa.... os bilhetes para o show Puro Tango de sexta já esgotaram. É mais um êxito do FTLisboa! Parabéns, FTL 2008!

quarta-feira, 21 de maio de 2008

Indefinições e parvoíces

Hoje sinto-me indefinida.
Sinto-me entre o sim e o não, entre o vou e não vou, entre o passado e o futuro, entre o escuro e o claro, entre o quente e o frio, entre o vermelho e o preto, entre o mate e o brilho... podia ficar aqui a brincar nos contrários como no livro que ofereci ao meu afilhado.
Sinto que o tempo parou e eu não sei o que me apetece fazer agora.
Para aonde vou e o que me irá acontecer?
Se soubessemos as respostas, a vida não teria a menor graça.
Será que se estivesse a pedir uma sobremesa, pediria mousse de chocolate preto ou branco?
Só isto já provocaria mil risos, se não fosse eu quem o dissesse mas quem eu sei que o pensasse.
Sinto-me apática, estranhamente apática. Foi depois de ler o Clube Tsé Tsé... ;)
Passou-se o dia num instante, trabalhei... mas na verdade, nada fiz.
Tenho a mesa de trabalho igual ou pior.
Desconfio que terei de regressar amanhã. Fará sol amanhã?
Tenho imenso trabalho para definir e despachar.
É bom mas, na verdade, a curto prazo, é mau.
Tenho imensas solicitações sociais que não me apetece cumprir.
Mas vou dançar na milonga esta noite!
Hoje é a abertura do Festival Internacional de Tango de Lisboa e surpreendentemente, convidaram-me para ir dançar! Leia-se que o convite foi masculino... é este o espanto que aqui deixo. É pena em Portugal e no mundo das milongas, ser este um tema de escrita... mas é.
Tenho comida e compras para fazer em casa.
Tenho a roupa para lavar e guardar, antes que os pêlos brancos e surdos dela se apoderem.
Tenho propostas de almoço em família por agendar e agilizar com o espaço suficiente para mim e para os meus sonhos.
Tenho sonhos por cumprir.
Tenho as férias de verão por definir e não me apetece repetir o programa sagrado habitual e aborrecido.
Tenho exame jurídico teorico-prático complexo para fazer em breve e o estudo por começar.
Mas a minha vontade é ir passear para a praia e comer mexilhões com molho de tomate, mas não posso ir... o bom tempo ainda não chegou.
Quero ir para sul, para Sesimbra, ao Meco do Sr. Domingos, Porto Côvo.... tenho saudades de Porto Côvo e das minhas férias de antigamente... gostava de conhecer a praia da Arrifana, já tantas pessoas me falaram dela... não me importava de regressar à Ericeira, mas agora lá mesmo ao beira-mar da vila... quero conhecer terra e gente que respirem harmonia, esperança e simplicidade.
Guardo na minha memória tantos programas giros de passeio planeados e adiados por fazer, a pé, de carro, de barco ou de bina, adiados e esquecidos por culpa do tempo que foge e do outro tempo que não chega.
Preocupa-me a minha futura e audaz participação cívica num desafio de binas... o melhor é nem pensar nesse assunto... ou então, terei de organizar-me convictamente nos treinos...
Anseio esquecer os problemas dos outros e de fugir rumo ao meu mundo ou ao outro lado do mundo.
Buenos Aires não está esquecida e hoje recebi uma boa nova para o meu mealheiro.
Milonga, sonho, aqui vou eu.

terça-feira, 20 de maio de 2008

Tschan ran.... o número 31 é mágico, não é?...


31 anos em Maio.... 31 de Maio... tschan ran...
Nesse dia, no CCB, conhecerei finalmente o bailarino que a Gabas adora ao ponto de me propor voar até Barcelona para o ver...
Qualquer dia, tenho de escrever sobre a Gabas e Juanito, o casal tango-radical que me acompanham diariamente, sempre com boa disposição e com o brilho da nossa bonita amizade, no meu quotidiano dançante, jurídico e casamenteiro... está prometido.
O problema é que este tema foge ao target do blog e se começo a escrever sobre os meus amigos, tenho felizmente, muito sobre muitos para escrever porque fui abençoada nesta vida.
Retomando, dia 31 de Maio, no CCB, temos:

E de seguida, temos mais uma noite GIGI 80's no XANNAX!!
Rua do Século, nº 138, no Bairro Alto perto de si.

segunda-feira, 19 de maio de 2008

Ser madrinha de casamento de alguém que te quer e que tu queres bem


Quero deixar a marca de um post e tentar transmitir o que vivi no passado sábado... no Alandroal.

Apesar da ratio legis deste blog ser a vontade de criar um modesto guia urbano, um pouco à semelhança do que faço, vivo e sinto, de passar a palavra de algumas propostas do que se pode fazer e viver em Lisboa, a verdade é que este é o MEU blog, o espelho virtual do meu mundo no mundo e.... pensando bem, posso fazer dele o que quiser, criar excepções às minhas regras. Aliás, o que é uma regra sem excepção?

Por isso, aqui vai:
Adooooooooooooooooooreeeeeeeeiiiiiiiiiiiiiiiii ser madrinha de casamento da Anaaaaaaaaa de Borba!
Estava tão liiiiiiiiiindaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
Ela É TÃO liiindaaaaaaaaaaaaaa!... por dentro e por fora.
Se a minha vaidade e orgulho inchassem, eu seria a madrinha mais gorda do mundo!
Eu gosto muito desta menina. Conheço-a há mais de dez anos e a nossa amizade nasceu do meu choro sentido numa tarde de primavera em Campo de Ourique.
É verdade, chorei mesmo... por ser amiga dela, para poder ser amiga dela, para ela ser também minha amiga.
Acho que ela só percebeu aí o que ali tínhamos... e desde então, nunca mais chorámos.
Só ela no dia do casamento. Eu já não. ;)
Ela é um tesouro precioso. Merece tanto ser feliz.
Ana, Sofia, Aninhas, Dra. Aninhas, Ana linda, querida afilhada, DESEJO-TE...
muitas,
muitas,
tantas,
muitas,
muitas,
tantas, tantas, tantas,
muitas,
tantas,
muitas,
mesmo muitas,
muitas, muitas,
muitas FELICIDADES!...
Ficarei a torcer que aquele lindo dia 17 de Maio no Alandroal se repita por muitos e bons anos e que tenha sido "o primeiro dia do resto da tua vida".
P.S.: Acho que consegui transmitir, não?

segunda-feira, 12 de maio de 2008

Porto, o primeiro de mais fins-de-semanas.















Foram três dias e duas noites, o tempo suficiente para perceber que não posso permitir esperar mais quinze anos para lá voltar. Por isso, voltarei assim que possível e assim que o meu destino quiser.

terça-feira, 6 de maio de 2008

O poder dos meus sapatos a sério e o poder dos amigos... obrigada!

Casa de Lafões, madrugada de 5 de Maio de 2008

P.S.: Alguém me sabe ensinar a rodar o video para uma posição mais simpática ao olhar? ;)

Obrigada a todos pela vossa presença.... adorei!.. mesmo com sono, apatia, atraso, cansaço, ressaca ou pressa para ir dormir... para mim, ainda mais valor teve... sem vocês, esse dia não faria sentido e é bom sentir a avalanche emocional que muitos amigos no mesmo espaço (quer fisicamente, quer virtual, quer telefonicamente, quer em pensamento) e à mesma hora (leia-se ao longo do dia) proporcionam...



...adorei o bilhete da Pina Bausch, a massagem de chocolate, a massagem ayurvédica, as orquídeas brancas que chegaram ao meu escritório por estafeta, o cd novo do Camané, a molheira design branca, o bengaleiro de ferro, as pulseiras prateadas e picotadas, o livro italiano que vou ler já neste fim-de-semana, o livro da paixão do chocolate, a caixinha dos beijos e todos os outros presentes que recebi.

Obrigada Messias, pelos tangos! De facto, não é por acaso que te chamas assim... à tua volta, só sabes fazer milagres e proporcionar fé no futuro e felicidade! ;)

Obrigada! Foi um dia feliz e este ano, foi bem longo... começou logo pelas dez e meia do dia 4 até à madrugada do dia 6! Gostei muito do meu dia. Se o meu ano for igual, vai ser em grande também!

segunda-feira, 5 de maio de 2008

Hoje é feriado neste blog!...



Se também fosse em Lisboa, faria as seguintes 31 propostas para hoje, para fazeres o mesmo que eu ou comigo...
1) tomar chá na rua
2) acordar tarde, sem preguiça e com vontade de acordar e de ir para a rua
3) comer uma fatia de bolo de morango ou de cheesecake entre colegas
4) conversar com amigos e família... ao lado, ao telefone, pela net ou por teleconferência
5) atender o telefone sempre que tocar, sem stresses castradores de trabalho
6) receber beijos e abraços, votos de felicidades e prendas
7) petiscar com amigos à meia-noite em boa onda e bom som
8) soprar velas com energia e fé num novo ano bom
9) morder as velas, acreditando na concretização dos desejos secretos que aí ficam
10) acompanhar o sol pela janela sem pestanejar
11) besuntar os pés com creme especial para a fadiga primária da dança da noite anterior
12) dançar um tango na rua ou uma salsa na JDS
13) almoçar nos Tibetanos um repasto delicioso veg e único
14) cumprimentar a nova lunação de touro que hoje se inicia
15) jantar em família ameijoas, pasta de sapateira do best e arroz de tamboril malandrinho
16) pentear e abraçar os gatos que te mimam todos os dias
17) congratulá-los com as suas latinhas de eleição para juntos celebrar a alegria do dia
18) responder aos emails e comentários do teu blog nesse dia
19) contar os dias para ir ver a Pina Bausch no S.Luiz
20) contar os dias para ir conhecer Serralves, Maus Hábitos e Muxima
21) tirar fotografias desse dia para mais tarde recordar
22) receber um beijo sentido do afilhado X. (de 3 anos)
23) passear a pé por Lisboa e ver o Tejo ou o mar da Costa
24) comer croquetes bem feitos ou um pastel quentinho de Belém
25) receber honorários surpresa de oficiosas adiados há anos
26) receber flores ou plantas em flor, com ou sem cartão
27) dar e receber um beijo e abraço dos teus pais
28) esquecer o estudo, as aulas, o trabalho, os problemas, teus e dos outros
29) sonhar e juntar mais uns tostões para a viagem a Buenos Aires...
30) agradecer a bonita vida que é possível viver todos os dias...
31) ....e pedir que para o ano voltes a sentir e a viver tudo de novo!

sexta-feira, 2 de maio de 2008

Não são lindos os meus sapatos "a sério" de b.a.? ;)



OBRIGADA, HUGO lindo!... Por TUDO, pela alegria e prazer únicos que me proporcionas quando danço contigo... até mesmo (ainda que digas que não foste tu) pelo convite para a milonga do terraço, com Lisboa a nossos pés e com pão, queijo, cerveja da boa, amigas e tangueiros cinco estrelas... e ainda pelas DUAS HORAS E MEIA de desespero em Buenos Aires, partilhadas com a Miriam e gastas À PROCURA do rigor da minha ENCOMENDA, dos meus SAPATOS a sério e de sonho para dançar tango argentino como se não houvesse um amanhã...
... pretos para dar com toda a minha roupa, mas com pinta para não serem banais demais, fechados atrás para me dar equilíbrio e conforto, abertos à frente para não ficaram chatos... ainda por cima, são super macios e gulosos... dançam sozinhos!... acertam nos giros e nos ochos de olhos fechados... Obrigada! Amei. São lindos, não são?